- escrito por Ata Comunicação -
Você já pensou em posicionar sua marca?

Posicionamento de marca é a estratégia de como você ser reconhecido pelo seu cliente.

A empresa, intencional ou espontaneamente, procura ocupar um lugar único e de evidência entre as escolhas do usuário. O objetivo é conquistar a admiração dele, demonstrando valores e qualidades que a diferencia da concorrência, mas que estabelece similitude com os valores e hábitos do cliente.

O posicionamento influencia diretamente nas estratégias de marketing. Estimula a memória afetiva do consumidor. Estando muito além da promoção de um produtos ou serviços, mas na percepção dele sobre todo processo que o torna cobiçável, único, até mesmo insubstituível, mesmo que repleto de substitutos.

O intuito de toda marca que pondera sobre sua participação de mercado (Market Share): a fatia de mercado que a empresa detém no seu segmento é alicerçada na percepção do consumidor. Pesquisas e definições de mercado são necessárias para entender como a entidade afirma quem é o público-alvo e como ele se particulariza. Compreender as idiossincrasias do mercado consumidor, também pontuadas no marketing como necessidades e desejos, é de vital importância para a longevidade do negócio. Tudo para formar uma proposta de valor pretendida e diferenciada a se ostentar.

 

Quando o reposicionamento é importante?

 

Os mercados são provisórios e inconstantes. Aqueles glorificados com posições distintas podem, aviltados, caírem no esquecimento.

A Kodak se tornou o grande case estudado nas escolas de negócios do mundo. Criada por George Eastman em 1880, a empresa foi responsável por vender 90% dos filmes utilizados nos Estados Unidos no final da década de 70. Vanguarda em muitos momentos da história da fotografia. Foi o parâmetro para as demais companhias, até sucumbir frente à tecnologia digital.

A empresa foi uma das desenvolvedoras dessa tecnologia, porém não compreendeu o potencial de mercado que tinha em mãos e optou por continuar utilizando o analógico como seu principal produto, mal sabia que se tornando rapidamente obsoleta. A falência veio anos depois, em 2012, após inúmeros tentativas de recuperação.

No Brasil, na década de 90, a marca de chinelos, Havaianas, ainda vendia chinelos estigmatizado como confortáveis, porém baratos e populares. Uma “commodity”, por tanto, facilmente substituível por marcas semelhantes. Eles não resistiriam se continuasse no mesmo posicionamento, independente do quão famoso fosse o bordão “Recuse imitações”. Foi com o cair das vendas que o reposicionamento passou a ser vital.

A Havaianas deveria alcançar a alta classe brasileira. Começou lançando novas cores, para além das 3 cores clássicas. Depois foi a vez das estampas. Estas seriam o carro chefe das vendas nas próximas décadas. A ênfase em um produto 100% nacional, aumentou o senso de pertencimento em relação ao produto. Todas essas medidas de reposicionamento retiraram a havaianas do patamar de chinelo barato, para um ícone da moda e marca representante da brasilidade.

Imagine se não existissem chinelos como as Havaianas. Acha que a proposta de criar sapatos abertos inspirados nos chinelos de dedos tradicionais japoneses, conhecidos como zori, com o nome dado aos habitantes do arquipélago havaiano seria uma boa idéia? Você investiria nessa idéia?

A Havaianas foi criada em 1962 e só a partir de 1994 começou a se reposicionar. Somente para não desaparecer, assim como aconteceu com a Kodak. Posicionamento de mercado é assim. Geralmente acontece por extrema necessidade e por um longo período. No caso da extrema necessidade podemos fazer diferente. As pesquisas de mercado auxiliam os empresários a compreender cenários e suas constantes mudanças.

Interpretar as necessidades e os desejos do seu público-alvo é fundamental para criar estratégias de branding e marketing assertivas para criar um produto ou serviço distintos. Entender o que o cliente sente ao interagir com a marca é fundamental tanto ao funil de vendas, quanto a imagem geral da sua marca. Isso tudo pode acontecer intencional ou espontaneamente, a decisão é sua.

Para mais informações de como alcançar as necessidade e desejos do seu público, entre em contato com a gente. A ATA Hub te assessora em todos os processos envolvendo a promoção da sua marca. Nosso trabalho é fazer com que seu trabalho seja reconhecido. Vamos conversar?

 

Autor: Thiago Antunes

escrito por

Leave a comment

BrazilEnglish